Últimas Notícias
Home / Polícia / Polícia desarticula quadrilha que usava drone para roubar condomínios
De acordo com a Polícia Civil, os criminosos sempre agiam da mesma forma: pediam para as vítimas arrumar as malas de seus filhos
De acordo com a Polícia Civil, os criminosos sempre agiam da mesma forma: pediam para as vítimas arrumar as malas de seus filhos

Polícia desarticula quadrilha que usava drone para roubar condomínios

A Polícia Civil desarticulou uma quadrilha acusada de pelo menos oito roubos a condomínio. Cinco integrantes do bando foram detidos, no começo da manhã desta quarta-feira (2), durante cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão na Capital e nas cidades Arujá e Jacareí, no interior de São Paulo.

Equipes do 3º Distrito Policial de Mogi das Cruzes intensificaram as investigações depois que os criminosos assaltaram um condomínio em Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, na última segunda-feira (29/1). Após o crime, a quadrilha passou a extorquir as vítimas por telefone.

Durante as investigações, os policiais interceptaram ligações telefônicas dos assaltantes e ligaram o modus operandi (modo de operação) da quadrilha com outros crimes ocorridos na região. Os levantamentos permitiram à equipe chegar à identificação dos suspeitos e pedir mandados de prisão contra eles.

De acordo com a Polícia Civil, os criminosos sempre agiam da mesma forma: pediam para as vítimas arrumar as malas de seus filhos e, após o crime, pediam dinheiro ou ameaçavam sequestrar as crianças. Eles ainda usavam drone para filmar os condomínios e planejar a invasão das residências.

Prisões e apreensões

Por volta das 6 horas, a operação contra a quadrilha foi deflagrada por cerca de 50 policiais que atuam no 3º DP, Seccional, Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra) e Setor de Homicídios de Mogi das Cruzes.

Durante buscas nas casas dos acusados, as equipes recuperaram R$ 104 mil que haviam sido roubados pelo bando, além de dezenas de celulares, joias, relógios e eletrônicos. Também foram recolhidos nove carros, duas motocicletas e placas de veículos.

Do total de detidos, que têm idades entre 25 a 49 anos, dois foram presos em Arujá, dois em Jacareí e um no bairro da Vila Maria, zona norte da Capital. Um deles, de 47 anos, morava em um condomínio de luxo na cidade de Arujá, onde foram encontrados dois automóveis dublês.

Na casa de um dos rapazes, de 27 anos, também em Arujá, a polícia encontrou R$ 90 mil e o drone que a quadrilha usava para fazer as filmagens dos condomínios. Na mesma residência, foram recolhidos cerca de 3 quilos de cocaína e crack e duas armas de fogo.

No total, foram achados cinco pistolas e um revólver nos imóveis. As armas são de calibres .40, 380, 38 e 9 mm – que é de uso restrito às Forças Armadas e policiais.

Prosseguimento das investigações

Segundo a Polícia Civil, o bando agia há cerca de dois anos nas cidades de Mogi das Cruzes, Arujá, Jacareí, São José dos Campos, Campinas, Itu e Barretos. Eles também são suspeitos de cometerem roubos a banco.

Um dos presos, de 25 anos, já era procurado pela Justiça por roubo. Juntos, os criminosos têm passagens por roubo, furto, associação criminosa e extorsão mediante sequestro. Apenas um dos detidos não tem antecedente criminal.

Os homens estão presos temporariamente por cinco dias e a polícia irá pedir a conversão da detenção em prisão preventiva.

Até o momento, oito roubos já foram esclarecidos com a prisão da quadrilha. As vítimas estão sendo chamadas para reconhecimento dos presos ou dos objetos apreendidos e mais casos podem ser solucionados.

Check Also

Brinquedos foram vandalizados

GCM flagra jovens vandalizando praça

A Guarda Civil Municipal de Ferraz de Vasconcelos (GCM) deteve três jovens que estavam vandalizando ...