Home / Geral / Governo de São Paulo promove megamutirão de saúde em 64 municípios
Entre os dias 18 e 25 de março, 150 hospitais e AMEs estaduais irão antecipar consultas, exames e cirurgias, além de realizarem atividades abertas à população(Foto:Divulgação)
Entre os dias 18 e 25 de março, 150 hospitais e AMEs estaduais irão antecipar consultas, exames e cirurgias, além de realizarem atividades abertas à população(Foto:Divulgação)

Governo de São Paulo promove megamutirão de saúde em 64 municípios

O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta quinta-feira, 16, a realização de um megamutirão de saúde, a partir do dia 18. O objetivo é antecipar consultas, exames e cirurgias. Esses atendimentos, nas mais diversas especialidades, foram previamente programados com pessoas já inscritas em cada unidade.

“Será o maior mutirão de saúde da história de São Paulo porque vamos incluir a capital, a Região Metropolitana, o litoral e o interior, nos equipamentos de saúde do Estado, sendo nossos hospitais, centros de referência e AMEs”, afirmou o governador.

A ação ocorrerá, simultaneamente, em cerca de 150 equipamentos estaduais de saúde, como hospitais, centros de saúde e AMEs (Ambulatórios Médicos de Especialidades). Os procedimentos serão distribuídos entre consultas médicas, exames (tomografias, ressonâncias, colonoscopia, mamografia, densitometria óssea endoscopias, ultrassonografias, além de urologia e cardiologia, entre outras) e cirurgias (oftalmológicas, ginecológicas, de pequeno porte infantil, vesícula, hérnia, cálculo renal, vasectomia e dermatológicas).

A iniciativa também prevê ações preventivas. Todos os AMEs do Estado estarão abertos aos sábados para a população realizar testes de glicemia e medição de pressão arterial, além de palestras e orientações sobre saúde e qualidade de vida. Se nestes exames for detectado algum problema, os pacientes serão orientados para tratamento e acompanhamento. Em outras unidades do Estado também serão realizados testes de colesterol e mamografias.

O megamutirão de saúde, organizado pela Secretaria de Estado da Saúde, visa ao mesmo tempo reduzir a espera por atendimento nos diferentes serviços da rede estadual, conforme a demanda e o perfil assistencial de cada unidade, e também incentivar as pessoas a cuidarem da saúde.

Check Also

São, em média, 43 mil mortes por ano e quase R$ 50 milhões de impacto financeiro, segundo o ONSV. O Maio Amarelo busca conscientizar sociedade e poder público para essa realidade.(Foto:Divulgação)

A cada 12 minutos, um brasileiro morre vítima da violência no trânsito

Dirigir pelas ruas e estradas do Brasil significa risco constante aos motoristas e pedestres. Ao ...