Últimas Notícias
Home / Geral / Municípios do Alto Tietê terão investimentos em programas de qualificação profissional
Em reunião articulada pelo Condemat e Frente Parlamentar, secretário de Estado do Emprego e Relações do Trabalho anuncia aporte para capacitar trabalhadores para recolocação no mercado. Hoje, prefeitos têm audiência com a direção da CPTM(Fotos:CONDEMAT)
Em reunião articulada pelo Condemat e Frente Parlamentar, secretário de Estado do Emprego e Relações do Trabalho anuncia aporte para capacitar trabalhadores para recolocação no mercado. Hoje, prefeitos têm audiência com a direção da CPTM(Fotos:CONDEMAT)

Municípios do Alto Tietê terão investimentos em programas de qualificação profissional

Os municípios da Região deverão ser contemplados, no segundo semestre, com programas de qualificação profissional, que visam capacitar a população para a recolocação no mercado de trabalho. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (06/04) pelo secretário de Estado de Emprego e Relações do Trabalho, José Luiz Ribeiro, durante reunião articulada pelo Condemat – Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê e Frente Parlamentar de Apoio aos Municípios do Alto Tietê.
Os principais pedidos apresentados ao secretário Ribeiro foram para que a Região seja contemplada com o Programa Estadual de Qualificação Profissional (PEQ), com novas turmas de Frente de Trabalho e o Time do Emprego. As iniciativas são consideradas prioritárias pelos prefeitos e secretários dos 11 municípios em razão do alto índice de desemprego gerado pela crise econômica.
Dentre as solicitações, o PEQ é o que teve a resposta mais positiva da Pasta estadual. “É fundamental qualificar os trabalhadores para que na retomada da economia eles estejam preparados para voltar ao mercado de trabalho. A nossa expectativa é de que no segundo semestre possamos trabalhar a qualificação profissional no Alto Tietê através do programa estadual e também de convênios com o Ministério do Trabalho”, afirmou o secretário José Luiz Ribeiro.
O presidente do Condemat, Adriano Leite, ressaltou que num momento de crise como o atual, a recuperação da economia passa pela geração de empregos. “Essa Pasta é estratégica, ainda que o Estado também enfrente dificuldades para uma ajuda mais efetiva aos municípios. O principal foco nosso será na qualificação profissional, com a divulgação pelo Estado dos pré-requisitos para que os municípios possam aderir aos programas, que deverão ser desenvolvidos no segundo semestre”, disse.
O coordenador da Frente Parlamentar, deputado estadual André do Prado (PR), prometeu empenho na Assembleia Legislativa para que a Secretaria de Emprego tenha mais recursos para ampliar os programas para os municípios, em especial a Frente de Trabalho, que neste ano deverá contemplar apenas 20 municípios. Na Região, Santa Isabel e Salesópolis estão previstas para receber o programa.
“Num período como o atual, com alto índice de desemprego, capacitar e oferecer condições de trabalho para a população é fundamental. Essa secretaria precisa ser turbinada e também vamos defender mudanças no programa da Frente de Trabalho para que possa atender mais cidades e com uma melhor remuneração para os trabalhadores”, frisou ele.
O deputado Luiz Carlos Gondim (Solidariedade) alertou que o desemprego nas cidades da Região é assustador e há necessidade de união dos municípios para ampliar as possibilidades de parceria com o Governo do Estado. “Precisamos conhecer os programas que a Secretaria tem e que podem ser levados para o Alto Tietê”, afirmou.
Participaram da reunião os prefeitos Jarbas Aguiar, de Biritiba Mirim, e Vanderlon Oliveira, de Salesópolis, além de secretários da área de Emprego e Desenvolvimento Econômico de todos os 11 municípios do Alto Tietê.

Check Also

São, em média, 43 mil mortes por ano e quase R$ 50 milhões de impacto financeiro, segundo o ONSV. O Maio Amarelo busca conscientizar sociedade e poder público para essa realidade.(Foto:Divulgação)

A cada 12 minutos, um brasileiro morre vítima da violência no trânsito

Dirigir pelas ruas e estradas do Brasil significa risco constante aos motoristas e pedestres. Ao ...