Últimas Notícias
Home / Poá / Projeto vai integrar imagens de câmeras privadas com Secretaria de Segurança
Poá será pioneira da região com o projeto, e o mesmo quando estiver em pleno funcionamento fará da cidade uma das mais bem monitoradas do Alto Tietê(Foto: Flávio Aquino/Secom Poá)
Poá será pioneira da região com o projeto, e o mesmo quando estiver em pleno funcionamento fará da cidade uma das mais bem monitoradas do Alto Tietê(Foto: Flávio Aquino/Secom Poá)

Projeto vai integrar imagens de câmeras privadas com Secretaria de Segurança

Poá vai ampliar o monitoramento por câmeras nos bairros e este trabalho contará com o apoio da comunidade. Foi apresentado na noite de ontem (11), no Rotary Club de Poá, um programa de cooperação entre o Poder Público e a sociedade, em que os aparelhos de vigilância particulares e públicos poderão ser integrados em uma mesma central. Participaram da reunião os secretários de Segurança Urbana, Nobuo Aoki Xiol, de Indústria, Comércio, Emprego e Relações do Trabalho, Ricardo Massa, o comandante da 2ª Companhia da Polícia Militar de Poá, capitão Paulo Marcelo Esvael do Carmo, o presidente da Associação Comercial e Industrial de Poá (Acip), Francisco Quintino, e empresários da cidade.

“Existe uma ferramenta que controla de forma digital câmeras particulares (que estejam voltadas para vias públicas), que podem ser utilizadas pelo Poder Público, ampliando o monitoramento em toda a cidade e auxiliando assim na vigilância nos organismos de segurança como a GCM e as polícias Militar e Civil”, explicou Xiol. “Por meio deste sistema será possível ter acesso fácil e rápido a gravações, que poderão auxiliar a polícia em investigações, na prisão de suspeitos e como instrumento de provas, já que existe uma dificuldade grande de identificar testemunhas em determinados delitos”.

Ainda segundo Xiol, com essa ferramenta será possível integrar as câmeras de vigilância particulares da cidade com a central de monitoramento da administração municipal. “Hoje já contamos com nossas câmeras e esse seria um grande reforço, sem custos para o município. Essa plataforma ainda possibilita um ‘botão de pânico’, que o munícipe pode acioná-lo e rapidamente identificaremos o local que pode estar ocorrendo um delido e assim tomar as ações necessárias”, comentou.

Poá será pioneira da região com o projeto, e o mesmo quando estiver em pleno funcionamento fará da cidade uma das mais bem monitoradas do Alto Tietê. “As imagens geradas pelas câmeras particulares serão recebidas pela Prefeitura pela internet. Com essa tecnologia poderemos dar mais agilidade e reduzir o tempo de resposta à população”, disse. A iniciativa além de identificar situações de violência e criminalidade, vai aprimorar o monitoramento do patrimônio público, como escolas e unidades de saúde, e fiscalizar as ruas para impedir descarte irregular de lixo e pichações.

Check Also

As equipes da Prefeitura têm trabalhado muito para melhorar a zeladoria da cidade(Foto: Divulgação)

Secretaria de Serviços Urbanos intensifica ações nos bairros

As equipes da Secretaria de Serviços Urbanos (SSU) estão intensificando os trabalhos em diversos bairros ...