Saúde alerta para risco de acidentes com escorpiões

WhatsApp-Image-2023-11-23-at-20.49.46.jpeg

Em tempos de reprodução dos escorpiões, a Prefeitura de Santa Isabel, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, alerta à população para o risco de acidentes com escorpiões. De acordo com especialistas, neste período as fêmeas têm maior concentração de veneno e a recomendação é para redobrar os cuidados com os animais peçonhentos.

A Pasta afirma que esses animais não tem o costume de atacar, mas utilizam o veneno como ferramenta de defesa quando se sentem ameaçados. Além disso, a equipe técnica afirma que a principal fonte de alimento dos escorpiões são os insetos e pequenos animais ou filhotes (aranhas, grilos, pássaros, roedores), sendo a barata seu alimento principal no meio urbano.

Por conta de sua alimentação, o meio urbano se torna propício para sua procriação, o que demanda cuidado e atenção por parte da população. As medidas de controle e manejo de escorpiões baseiam-se na retirada e modificação das condições do ambiente doméstico, a fim de torná-lo desfavorável à sua permanência e proliferação.

Dentre as orientações da Secretaria de Saúde estão a vedação de frestas em parede na residência, retirada de entulhos de construção, e manter os ambientes de casa e quintal sempre limpos e livres de acúmulos. Os escorpiões são frequentemente encontrados em locais com muita umidade, pouca luz e uma abundância de insetos, especialmente baratas.

CRIANÇAS SÃO MAIS VULNERÁVEIS AO ATAQUE

A Secretaria de Saúde alerta que o cuidado com as crianças deve ser reforçado, já que os pequenos com idade de até os dez anos são mais vulneráveis à ação do veneno escorpiônico, podendo evoluir ao óbito, em caso de picada.

IMPORTANTE

Em caso de picada de escorpião, o paciente deverá ser imediatamente encaminhado a UPA de Santa Isabel, local de referência para atender a emergência. Em caso de crianças, a urgência é ainda maior.

SAIBA COMO PREVENIR ACIDENTES COM ESCORPIÕES

Manter jardins e quintais limpos;

Evitar o acúmulo de entulhos, folhas secas, lixo doméstico e materiais de construção nas proximidades das casas;

Evitar folhagens densas (plantas ornamentais, trepadeiras, arbusto, bananeiras e outras) junto a paredes e muros das casas;

Manter a grama aparada;

Limpar periodicamente os terrenos baldios vizinhos, pelo menos, numa faixa de um a dois metros junto às casas;

Sacudir roupas e sapatos antes de usá-los, pois aranhas e escorpiões podem se esconder neles e picam ao serem comprimidos contra o corpo;

Não pôr as mãos em buracos, sob pedras e troncos podres. Usar calçados e luvas de raspas de couro para atividades em que seja preciso colocar a mão e pisar em buracos, entulhos e pedras;

O escorpião apresenta hábito noturno, e assim, para evitar sua entrada nas casas, deve-se vedar as soleiras das portas (com saquinhos de areia, panos ou veda porta) e janelas quando começar a escurecer. Se for possível manter a vedação por todo o dia é o mais adequado;

Usar telas em ralos do chão, pias ou tanques;

Vedar frestas e buracos em paredes, assoalhos e vãos entre o forro e as paredes, consertar rodapés despregados, colocar telas nas janelas;

Afastar as camas e berços das paredes; Evitar que roupas de cama e mosquiteiros encostem-se no chão;

Não pendurar roupas nas paredes;

Acondicionar lixo domiciliar em sacos plásticos ou outros recipientes que possam ser mantidos fechados, para evitar baratas, moscas ou outros insetos que servem de alimento para os escorpiões;

Preservar os inimigos naturais de escorpiões e aranhas: aves de hábitos noturnos (coruja, joão-bobo), lagartos, lagartixas e sapos.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

scroll to top