Vereadores de Mogi são presos em ação do MP

Cinco vereadores da cidade de Mogi das Cruzes foram presos na manhã desta sexta-feira (4) por suspeita de envolvimento em corrupção. A investigação versa sobre compra de apoio por parte de empresários para aprovar leis de interesse próprio.

A operação chamada de “Legis Easy” faz parte de uma investigação da Promotoria do Patrimônio Público e envolve, ao todo, 12 mandados de prisão, sendo que oito foram cumpridos durante a manhã. Policiais estão nas ruas na tentativa de cumprir outros quatro.

Os vereadores presos preventivamente são Carlos Evaristo da Silva (PSB), Diego de Amorim Martins (MDB) – o Diegão, Francisco Moacir Bezerra (PSB), Jean Lopes (PL) e Mauro Araújo (MDB). Também foram presos, segundo a promotoria, Carlos César Claudino de Araújo, empresário e irmão de Mauro Araújo, que seria o operador financeiro do esquema; e os empresários Joel Leonel Zeferino e Willian Casanova, do ramo da construção civil, sendo que o último também é funcionário da Câmara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *